11/02/17...HORIZONTINA: Jovem de 22 anos morre afogado no Rio Buricá

11/02 18:17:06 - Policial
11/02/17...HORIZONTINA: Jovem de 22 anos morre afogado no Rio Buricá

Bruno Aloísio Espindula tinha 22 anos e segundo familiares não sabia nadar.

Os bombeiros de Horizontina trabalharam durante todo o domingo (5) e nas primeiras horas da segunda-feira (6) com buscas superficiais de barco e auxílio de cordas garatéias e um Sonar de profundidade, ao jovem Bruno Aloísio Spindula, 22 anos, que submergiu por volta das 20h de sábado (4) na correnteza do Rio Buricá, após salvar a cunhada, uma adolescente de 13 anos que estava sendo arrastada pela força das águas.

O acidente aconteceu próximo a ponte da ERS 305, na localidade de Vila Cascata, divisa entre Horizontina e Crissiumal. Nas primeiras horas de segunda-feira, dia 6, quando ocorria junto ao quartel dos bombeiros em Horizontina a chegada de uma equipe de mergulhadores de Passo Fundo e que iniciavam percurso à Vila Cascata, veio a informação de que o corpo apareceu boiando exatamente onde as equipes concentraram as buscas de domingo.

No local há uma grande fenda entre pedras gigantescas e perigosas, com pontos de profundidade de dezenas de metros. A água forma um movimento em redemoinho arrastando o que estiver na superfície para o fundo do rio. O jovem foi sepultado no final da tarde de segunda-feira (6).

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DIZ QUE BUSCA MELHORAR A INFRAESTRUTURA APÓS DOIS ANOS DE ORGANIZAÇÃO

A Presidente de Associação de Moradores Cascata do Buricá, Rosângela Tauchen Lehner, informa que os banhos no rio são tradicionais havia de décadas, porém não são de responsabilidade da associação, e sim, de cada um que ingressar nas águas. ”Nós não cobramos ingresso, por que o rio é público, em anos passados sempre havia a demarcação da área mais perigosa, porém a última enchente destruiu as boias, existe a orientação verbal e corrente para que as pessoas tenham cuidado”, diz.

A organização associativa é recente, são em torno de 60 famílias associadas, sendo 17 residentes na área costeira de forma fixa e as demais que possuem casas de veraneio.  Um dos objetivos da criação da entidade é lutar por investimentos de melhor infraestrutura do local, entre elas, as de segurança, haja vista que o lugar precisa manter sua riqueza natural que é uma cascata entre pedras, arborização nativa e geografia intocável. “Nós preservamos, e é aprazível para qualquer família passar os finais de semana aqui”, informa.

FOI UMA FATALIDADE O JOVEM NÃO SABER NADAR DIZ A DIRIGENTE

Rosângela faz uma ressalva quanto ao acidente de sábado, pois segundo ela, a família estava em local de pouco risco, e foi por um descuido que a jovem arriscou-se tendo de ser salva pela vítima, que infelizmente não sabia nadar. Mesmo assim ela reivindica para os próximos anos, a instalação de proteção e placas informativas nas proximidades das fendas de pedras, demarcação da área de banho segura e um trabalho de segurança ou salva vidas, carência em praticamente todos os balneários. “Precisamos que nossos governantes invistam mais no turismo municipal”, encerra. A Presidente solidarizou-se com a família do jovem falecido.

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA