21/11/15...GIRO em busca de melhores soluções para o gerenciamento dos resíduos sólidos

21/11/2015 18:33:10 - Geral
21/11/15...GIRO em busca de melhores soluções para o gerenciamento dos resíduos sólidos

Foto: Paulo R Staziaki- Especial FC...Engenheiro Mário Juliano

Os responsáveis técnicos pelo Gerenciamento dos Resíduos Sólidos Urbanos Domiciliares da empresa GIRO (Gestão Integrada de Resíduos e Operações), Mario Juliano Nunes Gaertner (Engenheiro Ambiental) e Fabiano Nunes Gaertner (Administrador) participaram do workshop da ISWA sobre resíduos orgânicos que ocorreu junto a FIMAI ECOMONDO (Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial), nos dias 12 e 13 de novembro na cidade de São Paulo-SP.

Passados quase cinco anos da aprovação da “Nova Política Nacional de Resíduos Sólidos”, Lei Federal 12.305/2010, o Brasil pouco avançou no assunto, principalmente no que tange o tratamento e disposição final adequados da fração orgânica do nosso resíduo, que representa aproximadamente 53% de todo lixo gerado pelos seres humanos em seus domicílios.

Na oportunidade realizaram visita técnica ao Projeto Piloto de Compostagem de Resíduos de Feiras Livres, Poda e Jardinagem na Subprefeitura da Lapa, São Paulo, onde puderam acompanhar um sistema de compostagem de fácil operação, implantado em área urbana, que opera sem presença de vetores e odores, gerando um composto de boa qualidade que é doado a fruticultores.

O Workshop proporcionou troca de experiências com diversos profissionais de todas as partes do país que já vêm trabalhando com compostagem. É unanime o fato de que a simples venda do adubo orgânico proveniente da compostagem não paga os custos da operação, porém os ganhos em termos de meio ambiente e sustentabilidade são incalculáveis, segundo CASES apresentados pelas instituições organizadoras do evento (ISWA, ABRELPE, CONSORZIO ITALIANO COMPOSTORI e ARS).

Os empresários afirmam que Horizontina já está à frente de muitos municípios brasileiros, no que tange a reciclagem do lixo seco, porém tem total capacidade e infraestrutura para avançar no assunto relacionado à reciclagem da parte orgânica, através da compostagem, porém o sucesso de qualquer projeto desta magnitude passa primeiro pela separação do lixo na fonte geradora, onde teríamos que ter três recipientes, um para o lixo seco, outro para o orgânico e outro para os rejeitos (absorventes, preservativos, etc...).

FOLHA CIDADE/RÁDIO OLINDA FM

Assunto: Geral

GIRO AMBIENTAL