23/01/2016...Beneficiados do Minha Casa Minha Vida ocupam casas semiprontas em Horizontina

23/01/2016 18:27:58 - Cidadania e Serviço Social

Foto: Paulo R Staziaki- Jornal FC

 

         A morosidade de parte do Governo Municipal na entrega de 18 moradias para famílias selecionadas através dos critérios estabelecidos fez com que os contemplados promovessem na noite de sexta-feira (22) e manhã deste sábado (23) a ocupação de casas semiprontas no Loteamento Ouro Verde. O movimento quer chamar atenção das autoridades para a urgente solução das demandas. Das 18 casas, 11 estão semiprontas já com as aberturas instaladas e outras sete somente com parede e telhados.

         Conforme um dos líderes da mobilização Alexandre de Britto o impasse entre o governo e a construtora virou um jogo de empurra e o Diretor de Habitação Paulo Jonas Spengler deu evasivas as famílias, sem apresentar solução.

         Os ocupantes prometem ficar nas residências por tempo indeterminado. Eles efetuam roçados e capina dos terrenos. Não há energia e nem estrutura de sanitários instalados nas casas. A Brigada Militar esteve no local e solicitou aos líderes a lista das pessoas presentes na mobilização que deverá ser fornecido até o final da tarde deste sábado.

         O vice-prefeito e Secretário Geral de Governo Dionir Bianchi informou que tanto a prefeitura, quanto o Governo Federal estão em dia com os pagamentos e que a empresa construtora é que enfrenta dificuldades financeiras para finalizar os trabalhos. Para receber a parcela final pelos serviços a empreiteira precisa entregar as moradias que passarão pela avaliação da Caixa e após o pagamento liquidado.

         Uma reunião entre prefeitura, construtora e famílias está marcada para a tarde de segunda-feira. Os ocupantes e participantes da mobilização exigem que seja no local.

         Lisônia Ferrari uma das ocupantes afirma que é diarista, o esposo está desempregado e tem uma filha doente. Não tem mais dinheiro para pagar aluguel e a esperança de ter a sua casa virou pesadelo. “Queríamos estar aqui em novembro de 2014, foi a promessa da prefeitura estamos em 2016 e nada ainda, não tive Natal nem ano Novo, cansamos de promessas”, resume. 

RÁDIO OLINDA FM- Paulo R Staziaki- Repórter- DRT/RS 7485

Imagens: Jornal Folha Cidade.

GIRO AMBIENTAL