29/04/17-Protestos marcaram 28 de abril em Três de Maio e Horizontina

29/04 18:04:03 - Politica

Fotos: Bruna Mireski e Paulo R Staziaki- Jornal FC

Convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais e 35º Núcleo do Cpers Sindicato, a greve geral na manhã da última sexta-feira dia 28 em Três de Maio e na parte da tarde em Horizontina em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência, que tramitam no Congresso Nacional, e a Lei da Terceirização já aprovada, teve a adesão de diversas categorias profissionais. Trabalhadores de cidades vizinhas se fizeram presentes. Estudantes de escolas públicas e particulares também participaram do protesto.

Em Horizontina a articulação dos professores municipais e dos servidores do Poder Judiciário chamou atenção positivamente. No ato público em frente à Prefeitura de Horizontina a Juíza de Direito Cátia Paula Saft também usou da palavra. Após vários pronunciamentos trabalhadores e lideranças saíram em caminhada.

A greve de um dia foi convocada pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Intersindical, Central e Sindical Popular (CSP/Conlutas), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Nova Central, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB).

Em Três de Maio os manifestantes fizeram uma caminhada da Praça da Matriz até a prefeitura, onde houve discursos de lideranças sindicais. Durante o percurso, a Avenida Uruguai foi parcialmente bloqueada. A Brigada Militar controlou o trânsito. Muitos lojistas fecharam as portas dos estabelecimentos.

O prefeito Altair Copatti e a vice Eliane Fischer receberam os manifestantes em frente ao Palácio Walter Ullmann e manifestaram apoio ao movimento contra as reformas.

Em Horizontina prefeito e vice-prefeito não estiveram no ato público, apesar da participação de alguns secretários de governo. O vereador do PDT Márcio Fischer, ao declarar que estava representando o prefeito Antônio Lajús e o vice-prefeito Jones Cunha, foi fortemente vaiado pelos presentes. Ao concluir seu discurso, justificou que seu partido e também do vice-prefeito é contra as reformas.

O secretário da Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), Pedrinho Sinhori, participou do ato em Três de Maio. Os organizadores estimam que o evento reuniu de 4 a 5 mil pessoas.

Em Horizontina os professores e servidores da Justiça Estadual se mobilizaram desde a parte da manhã. Na parte da tarde em torno de 500 pessoas se concentraram no largo da prefeitura e após saíram para a caminhada com acompanhamento da Brigada Militar. A prefeitura fechou as portas até ás 15h30min em solidariedade à mobilização.

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA