29/07/15..HORIZONTINA: Eles têm pressa para crescer e fazem da crise oportunidade

29/07/2015 16:12:50 - Trabalho Renda e Emprego
29/07/15..HORIZONTINA: Eles têm pressa para crescer e fazem da crise oportunidade

Foto: Paulo R Staziaki- Jornal Folha Cidade

 

         Nesta semana o Governo Municipal de Horizontina através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e seguindo as avaliações do CONADIM- Conselho Municipal de Apoio aos Distritos Industriais repassou a três empresas horizontinenses terrenos para obras de edificações e ampliações de negócios.

         Trata-se da APAG Metalúrgica que já emprega 65 funcionários e vai expandir sua estrutura edificando um prédio junto ao Distrito Industrial I próximo a sede da John Deere Brasil. Outras duas empresas expandem seus negócios para o Distrito Industrial II na saída para Três de Maio.

         A Metalúrgica Silveira- SILTEC deve ampliar em poucos meses em quase 30% seus atuais 45 postos de trabalho fabricando os seus produtos em uma área que permita espaço uniforme e adequado.

Também passará a estar sediada no Distrito às margens da ERS 342 a Tiarajú Serviços, empresa que se especializou em serviços de escavações, terraplenagens, transporte e remoção de material para construção civil e serviços rodoviários que já emprega 9 trabalhadores e quer ampliar o número após a sede própria adequada. Os gestores das três empresas Paulo Ivan Costa, Rosnei Silveira e Emerson Dias, manifestaram ao Poder Executivo a urgência em que buscam suas edificações nas novas áreas, pois os negócios estão evoluindo.

Apag Metalúrgica

Paulo Ivan atua como sistemista da John Deere Brasil. Havia 10 anos a APAG desembarcava em Horizontina para atuar na construção civil e na área da prevenção de incêndios e o novo investimento é no setor metalmecânico. Costa quer no prazo de 24 meses elevar seu quadro de trabalho para 100 colaboradores, desenvolver novos produtos e construir na área dois novos pavilhões. “O valor transferido pelo Poder Público a uma empresa de nosso tamanho e daqui, seja através de áreas ou serviços de máquinas ou mesmo infraestrutura de acesso, retorna ao município não vai embora, faz girar a economia”, afirma.

Siltec Metalúrgica

Silveira, diz que a forma de gerir os negócios permite neste momento olhar para frente, apesar do momento economicamente exigir maior atenção e prudência com relação aos investimentos.  Até dezembro ele pretende ter a estrutura predial para abrigar sua empresa construída. Silveira havia de algum tempo trabalha na diversificação de seus produtos e acaba de fechar importantes contratos com empresas paranaenses o que fará enfrentar o momento de redução na linha tradicional que oferecia. Os implementos complementares, foco principal do negócio de Silveira, são considerados soluções para auxiliar o uso de equipamentos já utilizados pelos produtores rurais e o mercado passa a ser todo o Brasil.

Prefeito revela investimento de R$ 5 milhões

O prefeito Nildo Hickmann que estabeleceu roteiro de visitas neste segundo semestre tirando uma manhã por semana para ir com sua equipe até a sede de empresas do município e ouvir delas sugestões, dificuldades e parcerias que possam ser construídas, fez um amplo relato dos recursos investidos nos distritos industriais na atual gestão, seja indenizando e ampliando áreas, dotando as mesas de infraestrutura, subsidiando a geração de empregos através de serviços de máquinas na adequação de áreas e subvenção de aluguéis e mesmo capacitando empresas para que busquem seus financiamentos e a relação comercial com o Poder Público através da participação nos processos licitatórios. Ao lado do Secretário de Desenvolvimento Econômico Alceu Fagundes e do vice-prefeito e Secretário Geral de Governo Dionir Bianchi, o mandatário celebrou o maior investimento de todos os tempos na área do estímulo ao desenvolvimento industrial. “Os números apontam um investimento de mais de R$ 5 milhões”, diz Hickmann.

No Distrito I ocorreu a legalização e licenciamento de áreas, a pavimentação asfáltica da Rua Segundo Elias Grecci e Avenida das Indústrias e o repasse de novas áreas bem como os serviços de estruturação para organizações como a GSI, Centro Brasil e Di Canali. No Distrito II o pagamento da área que estava ajuizado, a estruturação do acesso através da pavimentação da Avenida Leonel Brizola, energia e água, legalização dos lotes e repasse dos mesmos, além da aquisição de uma nova área de 5 há. 

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA