Caminhada pede o fim da impunidade para o Caso Bibiana

06/06/2014 20:48:04 - Policial
Caminhada pede o fim da impunidade para o Caso Bibiana

Familia e amigos fazem nova caminhada pedindo justiça na tarde deste sábado

Bibiana Canova Zarth, 36 anos, engenheira de alimentos por formação, arquiteta, decoradora, advogada, professora e psicóloga por vocação. Filha, irmã, sobrinha, afilhada, madrinha, prima e amiga. Mulher sorriso, menina coração, ser humano apaixonado. Algumas qualidades de alguém que nunca mediu esforços para ajudar quem conhecia, e também os desconhecidos.

Neste dia 6 de junho, completam seis meses em que as lágrimas são companheiras do dia a dia dos familiares. Havia seis meses que forçosamente a realidade de uma família fora cruelmente modificada, sendo tirada a alegria daquele sorriso capaz de iluminar os dias escuros e acalmar os anseios dos corações.

Além da saudade que é implacável, são também seis meses de um medo torturante, ensejado pela impunidade e morosidade. Seis meses que mataram não "somente" uma mulher, mataram uma filha e também os pais, uma sobrinha e também os tios, uma irmã, e também os irmãos, uma afilhada e também os padrinhos, uma madrinha e também seus afilhados, uma prima e também seus primos, uma amiga e também seus amigos. Mataram sonhos e desejos, mataram uma família inteira, e cada dia sem resposta, morre aos poucos também a esperança.

Neste sábado, dia 7 de junho, ás 14h será realizada uma caminhada mais uma vez chamando atenção das autoridades para o esclarecimento do caso, que passado meio ano, permanece impune.

GIRO AMBIENTAL