Deputado do PP gaúcho é um dos 28 citados por envolvimento na Lava-Jato da Petrobras

20/12/2014 15:35:05 - Politica
Deputado do PP gaúcho é um dos 28 citados por envolvimento na Lava-Jato da Petrobras

foto:clic RBS-

Em 80 depoimentos, o primeiro delator da Operação Lava-Jato, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, citou 28 políticos que teriam se beneficiado do esquema de corrupção na estatal. Um deles é gaúcho: o deputado federal José Otávio Germano (PP). As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

A relação inclui parlamentares que integram a base aliada do Palácio do Planalto, ministro, ex-ministro, governador e ex-governadores. Alguns dos nomes não haviam sido revelados até então. É o caso do governador do Acre, Tião Viana (PT), e dos deputados Vander Luiz dos Santos Loubet (PT-MS), Alexandre José dos Santos (PMDB-RJ), Luiz Fernando Faria (PP-MG) e José Otávio Germano (PP-RS).

 

Germano nega qualquer envolvimento com o esquema de corrupção. O deputado admite que esteve por duas vezes com Paulo Roberto na sede da Petrobras, no Rio de Janeiro, para tratar de assuntos institucionais. Nas oportunidades, o delator ocupava a diretoria de Abastecimento da estatal e o deputado presidia a Comissão de Minas e Energia da Câmara. — Afirmo categoricamente que nada sei sobre os fatos denunciados pela Operação Lava-Jato, e que por isso mesmo nada devo e nada temo — disse Germano, que se manifestou por meio de nota.

Entre os nomes citados, oito são políticos do PMDB, 10 do PP, oito do PT, um do PSB e um do PSDB. Alguns, segundo o ex-diretor de Abastecimento, recebiam repasses com frequência ou valores que chegaram a superar R$ 1 milhão – dinheiro que teria sido usado em campanhas eleitorais. Outros teriam recebido repasses esporadicamente.

         Todos negam envolvimento. As direções dos partidos reafirmaram confiança em seus líderes já falecidos, são os casos do PSDB e PSB. Os demais partidos preferiram não comentar os casos, ou afirmar que confiam na investigação que está sendo feita. 

Confira os nomes:

Gleisi Hoffmann (PT-PR) - senadora e ex-ministra da casa civil

Humberto Costa (PT-PE) - senador e líder do PT no Senado

Antonio Palocci - ex-ministro dos governos Lula e Dilma

Lindbergh Farias (PT-RJ) - senador

Tião Viana (PT-AC) - governador

Delcídio Amaral (PT-MS) - senador

Cândido Vaccarezza (PT-SP) - deputado federal

Vander Loubet (PT-MS) - deputado federal

Renan Calheiros (PMDB-AL) - presidente do Senado

Edison Lobão (PMDB-MA) - ministro de Minas e Energia

 Henrique Alves (PMDB-RN) - presidente da Câmara

 Sérgio Cabral (PMDB-RJ) - ex-governador do Rio de Janeiro

 Roseana Sarney (PMDB-MA) - ex-governador do Maranhão

 Valdir Raupp (PMDB-RO) - senador

 Romero Jucá (PMDB-RR) - senador

 Alexandre José dos Santos (PMDB-RJ) - deputado federal

 Eduardo Campos (PSB-PE) - ex-governador, morto em agosto

 Sérgio Guerra (PSDB) - ex-presidente nacional do partido

 Ciro Nogueira (PP-PI) - senador

 João Pizzolatti (PP-SC) - deputado federal

 Nelson Meurer (PP-PR) - deputado federal

 Simão Sessim (PP-RJ) - deputado federal

 José Otávio Germano (PP-RS) - deputado federal

 Benedito de Lira (PP-AL) - senador

 Mário Negromonte (PP) - ex-ministro das Cidades

 Luiz Fernando Faria (PP-MG) - deputado federal

 Pedro Corrêa (PP-PE) - ex-deputado federal

 Aline Lemos de Oliveira (PP-SP) - deputada federal

FONTES: Jornal Folha de São Paulo, Jornal Zero Hora e G1. 

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA