Dom Rodrigues integra Comitiva MTG no acendimento da Chama Crioula pela primeira vez fora do Brasil

29/07/2015 11:43:15 - Eventos e Promoções

Créditos: Divulgação

O tradicionalista horizontinense Jorge Paulino Rodrigues, Dom Rodrigues, comentarista de tradição do Programa Prosa de Galpão da Rádio Olinda FM, e de intensas atividades difundindo os conhecimentos sobre o gaúcho, sua história e a herança cultural recebida, participou neste mês de uma atividade histórica e significativa, integrando a comitiva do MTG- Movimento Tradicionalista Gaúcho, para acendimento da Chama Crioula, pela primeira vez, fora do Brasil.

Para comemorar os 185 anos da Constituição do Uruguai, promulgada em 18 de julho de 1830, os 20 cavaleiros vindos do Brasil, que saíram dia 12 de julho, da cidade uruguaia de Colônia, juntaram-se ao desfile da Pátria. Eles continuarão a marcha rumo a cidade do Chuí, na fronteira Brasil/Uruguai, onde, em 15 de agosto será feita a distribuição oficial. Depois de cruzar a fronteira os cavaleiros seguirão até Porto Alegre, e chegarão a capital do Rio Grande do Sul no dia da Independência do Brasil, em 7 de setembro.

O acendimento anual da Chama Crioula marca o início das atividades comemorativas da Revolução Farroupilha, o que atualmente denominamos “festejos farroupilhas” explica Jorge. Trata-se de momento importante e com alto grau de significação, mesmo porque o local escolhido é sempre um ponto histórico e que se presta a estudo e reflexão.

Neste ano de 2015 o acendimento ocorreu no sítio histórico da Colônia do Santíssimo Sacramento, hoje cidade de Colônia no Uruguai. Quem esteve na cerimônia, no dia 12 de julho, sentiu a emoção de estar participando de um momento único e transcendente. A presença dos cavaleiros, o fogo crepitando no centro da praça maior, as pessoas emocionadas, tudo contribuiu para que pudéssemos realizar um ato histórico importante. No entanto, isso que fizemos, mais a cavalgada de Colônia ao Chuí, o desfile em Montevidéu e tudo o mais que ainda será feito, precisa servir para melhorar nosso conhecimento sobre o gaúcho, sua história e a herança cultural que recebemos.

A Chama Crioula de 2015 que vem abençoada pelo Patrono dos festejos farroupilhas Pe. Amadeu Canellas, quando chegar às praças públicas, aos CTGs, às escolas, aos acampamentos do Rio Grande do Sul, deve ser saudada como a representação da história do gaúcho que brotou da terra, que nasceu da pampa, que fez pátria entre Colônia e Laguna.

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA