Emoção marca formatura e contratação de PCDIs na John Deere

22/03/2014 13:42:30 - Cidadania e Serviço Social
Emoção marca formatura e contratação de PCDIs na John Deere

Foto: Paulo R Staziaki- Jornal Folha Cidade

         A John Deere formou na tarde desta sexta-feira, 21 de março, no auditório da sede da fábrica em Horizontina, sua primeira turma de profissionais com deficiência intelectual (PCDIs). Os 11 jovens, que finalizaram o curso de Auxiliar de Produção, ganharam junto com o diploma de conclusão  a contratação formal como colaboradores da multinacional e passarão a atuar na área que tiveram o aprendizado na fábrica de plantadeiras e colheitadeiras da empresa, no município.

O curso, teve a duração de 18 meses e foi oferecido gratuitamente em parceria com o Senai-RS, sendo a primeira metade teórica, nas dependências da instituição, e a segunda com aulas práticas, ministradas dentro da unidade da John Deere em Horizontina.

Segundo Edinei Schemes, gerente de Recursos Humanos da John Deere para a América do Sul, a ação faz parte da estratégia de inclusão da empresa para diminuir a distância entre as pessoas com Deficiência Intelectual e o mercado de trabalho. “Promover a inclusão e gerar um efeito transformador na sociedade são nossos pilares. Por isso, temos muito orgulho de formar, em parceria com o Senai, estes profissionais com Deficiência Intelectual”, disse Schemes.

Além de Schemes, esteve presente a solenidade de formatura Paulo Renato  Hermann Presidente da John Deere Brasil, o Diretor da Fábrica de Horizontina Jesus Garrido, o prefeito Nildo Hickmann, representantes do Senai-RS, da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Horizontina e Três de Maio, além de outras lideranças, gerentes de áreas e colaboradores da John Deere.  

Histórias de vida pautadas na superação

Os formandos da primeira turma de aprendizes de auxiliar de Produção na fábrica de Horizontina trazem, além da expectativa pelo novo desafio na carreira, histórias emocionantes para contar. Bruna Milena Hickmann, de 18 anos, diz ter sido uma experiência nova e uma aprendizagem contínua. “Para mim, trabalhar na John Deere é um sonho que mantenho desde pequena, pois meu pai trabalha aqui como montador de plantadeiras e me ensinou desde criança a gostar da empresa. Agora quero fazer um curso técnico de Engenharia Mecânica e em seguida fazer uma faculdade, além de seguir carreira na empresa”, conta.

Já Rafael dos Santos, 19 anos, diz que também pretende seguir a carreira de Engenharia Mecânica e trabalhar na John Deere. “Fomos recebidos de braços abertos no curso e na empresa. Agora que dei o primeiro passo, quero crescer ainda mais na carreira, realizando novos cursos e assumindo outros desafios”, disse.

Para Vilson Foleto, dirigente da Federação Regional das APAEs e integrante da APAE de Três de Maio, ao abrir as portas para alunos oriundos da Educação Especial a John Deere dá ao pais e ao mundo um grande exemplo e isto demonstra que o trabalho das Apaes vale a pena. –“Somos dependentes do apoio da comunidade e das empresas para mantermos vivo o trabalho da Educação Especial, e esta atitude nos deixa emocionados e com a certeza de que estamos no caminho certo”, finaliza Foleto.  

Investimento que traz resultado

A John Deere, torna-se melhor e diferenciada a partir desta ação, garantiu Paulo Renato Hermann, que emocionou-se durante a solenidade. A companhia tem uma história reconhecida de superação e ética, que se baseia nos quatro principais valores incorporados pelo seu fundador: integridade, qualidade, inovação e comprometimento. O engajamento e a identificação dos funcionários com esses valores é uma das grandes razões para que a John Deere seja considerada uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil e no Rio Grande do Sul, destaca Hermann.

Em 2013, pela sexta vez, a empresa foi considerada uma das “Melhores Empresas para Trabalhar”, de acordo com ranking elaborado pela revista Época em parceria com a consultoria Great Place to Work (GPTW). Já no estudo “As Melhores Empresas para Trabalhar do Rio Grande do Sul”, também desenvolvido pelo GPTW e pela revista Amanhã, a John Deere foi eleita em 2013 na segunda colocação.  

GIRO AMBIENTAL