Empresários de Horizontina anunciam investimento em Três de Maio

11/09/2014 19:07:08 - Geral
Empresários de Horizontina anunciam investimento em Três de Maio

Prefeitura de Três de Maio anunciou incentivos aos investidores de Horizontina

Na manhã da última terça-feira (9), o prefeito municipal de Três de Maio Olívio José Casali, e o Secretário de Planejamento do município Leonardo Casali, se reuniram com empresários de Horizontina, que anunciaram investimentos no município, a curto, médios e longo prazo.

Os empresários farão investimentos em quatro diferentes ramos com três empresas: fábrica de esquadrias e aberturas de madeira, fábrica de artefatos de cimento para construção Moraes, bar e restaurante e um condomínio rural habitacional. No total, serão aplicados mais de R$ 3 milhões no município. O prefeito Casali disse que valoriza os empresários que assim contribuem, para que Três de Maio possa crescer e desenvolver cada vez mais. –“Nossa cidade é um canteiro de obras nos quatro pontos cardeais, estamos preparando nosso município para o futuro com o advento das barragens e queremos atingir a marca de 40 mil habitantes no futuro, e esse planejamento nos faz abrir as portas aos investidores”, disse o mandatário aos empreendedores horizontinenses. O município cedeu à empresa de artefatos e esquadrias dois terrenos de 1,5 mil metros quadrados no Distrito Industrial.

Nossa reportagem ouviu a justificativa de um dos empresários que anunciaram os investimentos na vizinha cidade. De acordo com Silvio Santos Corretor de Negócios e Investidor Imobiliário, a receptividade e o empenho do governante tresmaiense foram fatores preponderantes para a tomada de decisão. A ideia era fazer o investimento em Horizontina admite o empreendedor, porém a lentidão, a morosidade nas respostas e a burocracia imposta afugentaram a intenção inicial.

Conta o empresário que o Condomínio Habitacional Rural de 273 terrenos foi por ele programado às margens da ERS 305, próximo a TW Transportes na saída para Esquina Tunas. O município, especialmente na área de Planejamento, com arrogância e prepotência do atual secretário cercou a intenção e o projeto de obstáculos, assim como outro edifício que Santos planejou construir com 14 andares na Rua Uruguai, em frente ao Cartório Eleitoral. –“Investimentos não esperam ou é agora ou nunca mais”, diz Santos.

Com a posição irredutível de que somente o município ofereceria resposta depois de elaborado e aprovado o novo Plano Diretor que ainda não foi enviado ao Legislativo, pois se encontra em fase final de elaboração, não restou alternativa a não ser a retirada dos investimentos da cidade de Horizontina levando-os a outras cidades, inclusive a Santa Rosa com um loteamento na saída para Senador Salgado Filho próximo ao Crematório e outro logo abaixo do Hospital de Caridade.

Silvio Santos ainda reclama da falta de atenção ao futuro. É preciso segundo ele preparar o município no setor imobiliário, e a iniciativa privada se propõe a fazer isso, para o desenvolvimento em estrutura habitacional com relação ás obras de represamento do Rio Uruguai para a geração de energia. –“Basta à prefeitura não atrapalhar facilitar que nós os empresários podemos ajudar muito, cadê a atenção a um projeto macro que se chama região metropolitana Grande Santa Rosa, queremos o futuro dependente sempre de um único setor?”, questiona. O empresário encerra dizendo que jamais deixará de residir em Horizontina, mas que lamenta que para trabalhar tenha de buscar parceria em outros municípios. “Não vejo a hora de que esses dois anos que restam ao atual governo passem”, desabafa ao finalizar. 

CONTRAPONTO: O que diz Jonas Diogo Silva Secretário de Gestão e Projetos do Governo Municipal:

“Inicialmente nós lamentamos que esses empresários mesmo sendo daqui não invistam em Horizontina e deixem, por decisões deles, de aproveitar as oportunidades que nosso município oferece”.

Somos o município da região de aparece em todas as análises, em todas as projeções, de todas as entidades e organizações, com o maior potencial de crescimento tanto em emprego, em PIB e população. São análises de entidades conceituadas como a Fundação de Economia e Estatística (FEE), IBGE, entre outros. Somos o município da região que apresenta os melhores índices em quase todas as áreas como renda e educação.

Nos 20 primeiros meses do nosso governo, o desempenho do setor imobiliário é seguramente um dos maiores da nossa história. Em 2013 foram construídos mais de 31.600 m² de obras, o que significa cerca de R$ 38 milhões. Neste ano, até agosto, foi aprovada a construção de mais de 37.400 m² de obras, totalizando cerca de R$ 45 milhões. Portanto, o setor imobiliário vai muito bem, tendo R$ 83 milhões de investimentos privados desde janeiro de 2013.

Quanto a receber a população em função das barragens já estamos preparados, e a prova, é justamente a elaboração do Plano Diretor. Além disso, nós já temos mapeados os terrenos desocupados, dentro da cidade, com infraestrutura, que dariam condições para aumentar em 50% a nossa população sem necessariamente abrir novos loteamentos.

É preciso afirmar também, que justamente por estarmos planejando o futuro é que não autorizamos loteamento residencial às margens da RS 305, já que é uma área estratégica para ampliação da área industrial. Prova disso, que neste ano foram inauguradas três empresas naquela região, que juntas podem gerar 200 empregos.

“A decisão de onde investir é garantida pela livre iniciativa econômica, mas posso afirmar com toda a certeza que nenhum município oferece tantas oportunidades quanto Horizontina.”     

GIRO AMBIENTAL