HORIZONTINA: Bianchi responde pelo Executivo por duas semanas

26/01/2015 13:20:21 - Politica
HORIZONTINA: Bianchi responde pelo Executivo por duas semanas

Foto: Paulo R Staziaki- Jornal Folha Cidade

O Vice-Prefeito e Secretário Geral de Governo de Horizontina Dionir Bianchi, responde desde o último dia 19 de janeiro pelo Executivo diante do período regular de férias do titular, prefeito Nildo Hickmann.

         Bianchi dá sequência aos trabalhos determinando ritmo a recuperação de estradas do interior e a preparação do Parque Municipal de Eventos para a edição 2015 do Jipe Country e a feira Horizontina em Exposição.

         O mandatário também cumpriu compromissos junto aos veículos de comunicação e uma de suas agendas foi junto ao Programa Jornal da Manhã, na Rádio Olinda FM. Por quase 40 minutos o mandatário respondeu questionamentos dos ouvintes, anunciou ações que devem nortear a segunda parte do mandato Nildo&Bianchi e avaliou a primeira metade da atual gestão finda em 31 de dezembro.

         Questionado pelo apresentador quanto a críticas evidenciadas em redes sociais sobre os salários dos atuais administradores, sendo o do prefeito e vice os maiores da região Fronteira Noroeste, Bianchi disse que não tem vergonha do que ganha, que o valor foi estabelecido pelos vereadores na gestão anterior e que prefeito e vice custam juntos R$ 1,50 por mês a cada munícipe.

         O salário do Nildo de pouco mais de R$ 19 mil sofre desconto de 38% entre imposto de renda e Previdência Social, é acrescido ainda de desconto de contribuição partidária. Quando se anunciam os R$ 19 mil, não podem ignorar que este é o valor bruto, e que não foi o prefeito que se autoconcedeu. “Nildo já trouxe R$ 13 milhões em investimentos somente de recursos federais em 50% do mandato. Será que isso não é suficiente para justificar”? Questiona.

         O vice-prefeito em exercício anunciou ainda a tramitação no Legislativo de um projeto que visa acolher os pacientes de Horizontina em atendimento de saúde na rede SUS sem que dependam de favores políticos ou de terceiros, ou mesmo, que tenham de efetuar desembolso financeiro.

         Também anunciou aquisição de área de terras para ampliação do Distrito Industrial II. Questionado sobre a morosidade (dois anos) para inauguração da Unidade de Saúde do Bairro Kennedy, disse que a situação causa constrangimento a todo o Governo, no entanto os prazos tiveram de ser cumpridos no que tange a responsabilização da construtora na correção dos problemas apresentados. “Não podemos aceitar uma obra inacabada, além da Unidade de Saúde, herdamos a Incubadora Industrial do Parque de Eventos, e pretendemos entregar as duas à comunidade o quanto antes”. 

GIRO AMBIENTAL