Nova Candelária registra aumento de 7% no desenvolvimento da suinocultura nos últimos seis meses

10/07/2015 09:11:33 - Geral

Créditos: Maira Dill - Assessoria de Comunicação

Nesta semana, mais uma nova pocilga recebeu suínos para criação. A construção de Gilmar Eckert e Adelar Schneider, localizada em Linha Araçá, tem capacidade para abrigar mil (1000) suínos. A quantidade anual da criação na propriedade representa um aumento de aproximadamente 6% na quantidade de suínos abatidos oriundos do município, comparado aos dados do ano de 2014.

Entre as atividades econômicas exercidas no município (agropecuária, indústria, comércio e serviços) a suinocultura é a principal atividade que, por meio do valor adicionado fiscal, gera retorno para investimentos na agricultura, saúde, educação e obras. Desde 2005, Nova Candelária lidera o ranking estadual de suínos, com 196.898 suínos abatidos durante o ano de 2014, último registro feito pelo Sistema de Inspeção Federal.

Nos últimos seis meses dez novas pocilgas foram construídas, e em um período de dois anos (2013-2014) cerca de sessenta e cinco acessos às construções foram criados e restaurados. Esses números são resultados da boa logística instaurada no município que é exemplo para o cenário da suinocultura.

O Engenheiro Agrônomo da Secretaria da Agricultura do município, Jandir André Erthal, conta que não é preciso apenas recursos financeiros para a construção de novas pocilgas. “Há vários processos que precisam ser enfrentados para dar o primeiro passo na implantação da suinocultura em uma propriedade. Não é à toa que muitos municípios não conseguem desenvolver o ramo da suinocultura, pois para isto é necessário um conjunto de ações bem executadas”. “No município existe infraestrutura e recurso humanos que facilitam a criação de suínos, como: existência de uma fábrica de ração e uma unidade de armazenamento de grãos; assistência técnica e escritório da mesma empresa; estradas no interior em boas condições de trafegabilidade; experiência e afinidade do agricultor com a atividade; subsídio do município nos serviços de terraplanagem e acesso à propriedade; licenciamento municipalizado com taxa de serviço ambiental acessível ao produtor, enfim, uma série de fatores que faz com que a suinocultura cresça no município a cada ano em função de uma boa logística e políticas públicas que Nova Candelária possui para esta atividade”, completa Jandir.

O decreto expedido e atualizado pelo Prefeito Sr. Carlos Alberto Dick, em 2014, estabelece descontos de até 60% nos serviços para o setor primário, prestados pela Secretaria de Obras. Nesse sentido, os serviços de terraplanagem do terreno proporcionam ao suinocultor desconto de 50%. Já o processo de cascalhamento e abertura de estradas para acesso aos chiqueiros é realizado gratuitamente pela Secretaria de Obras, com isenção de taxas de pagamento.

Além de caracterizar ainda mais a cidade como “Capital per capita da suinocultura”, o crescimento desta atividade gera renda para o suinocultor e consequentemente aumenta a arrecadação do município.

GIRO AMBIENTAL