Resultados do Projeto Perspectivas da Juventude Rural foram apresentados em São José do Inhacorá

10/07/2015 09:04:24 - Geral

Créditos: Aline Kuhn - Assessoria de Comunicação

Na quarta-feira da semana passada, dia 01 de julho, no ginásio da escola Madre Madalena aconteceu à apresentação dos resultados do Projeto Perspectivas da Juventude Rural. A pesquisa havia sido realizada com os estudantes do ensino médio. Assistiram à palestra os estudantes do ensino médio, professores, representante do Escritório da EMATER/RS-ASCAR, servidores da Secretaria da Agricultura do município e técnicos do SEBRAE, que atuarão em um projeto voltado à capacitação de produtores de leite.

O projeto Perspectivas da Juventude Rural é uma iniciativa do jovem agricultor e estudante de Boa Vista do Buricá, Vanderlei Holz Lermen. A pesquisa já foi realizada com aproximadamente 400 estudantes, nas turmas do ensino médio, nos municípios de São José do Inhacorá, Boa Vista do Buricá e Nova Candelária.  O objetivo do projeto é discutir as perspectivas que os jovens que vivem no meio rural têm, se querem continuar ou não no campo, além de descobrir o que os jovens que vivem na cidade pensam em relação ao interior.

Segundo Vanderlei, o ponto mais importante da pesquisa diz respeito à sucessão rural. “A principal avaliação que conseguimos fazer com o projeto é ver qual a porcentagem de jovens que pretendem continuar no meio rural e qual o principal fator de decisão da permanência ou não”.

No município de São José participaram 91 estudantes, com idades entre 14 e 17 anos, onde 44 são do meio rural. Dos que moram no interior, 23% pretendem continuar o trabalho na propriedade. “Quando falamos dos rapazes, 50% dos jovens que responderam a questão na pesquisa querem continuar no meio rural. O que chamou a atenção é que apenas 4% das moças pretendem ficar. Essa porcentagem representa 1 estudante, entre as 24 que residem no interior”.

Outra constatação foi que o incentivo dos pais é o fator decisivo da permanência ou não dos jovens no meio rural. “Tivemos o surpreendente resultado na pesquisa que onde os pais incentivam o filho a ficar no meio rural, o filho quer ficar. Onde os pais incentivam a buscar um trabalho na cidade, o filho também quer isso. Esse é o fator fundamental da escolha dos jovens: o incentivo dos pais. Questão essa pouco discutida, pois quando se fala desse assunto, sempre surgem às políticas públicas, renda ou outros fatores”.

Vanderlei quer ampliar a pesquisa e torna-la regional. “Pretendo ir além desses três municípios. Quanto maior a região e o número de participantes, mais confiáveis serão os resultados. Além da pesquisa é importante também levar os resultados aos jovens, aos órgãos públicos e administrações municipais, pois a partir deles é possível criar políticas públicas de incentivo e direcionar a atenção às reais necessidades”.

O projeto pode ser acompanhado através do site www.perspectivasdajuventuderural.blogspot.com e na página do Facebook Projeto Perspectivas da Juventude Rural.

SICREDI COOPERAÇÃO PREMIADA