Sindilat concede prêmio Destaque Inovação à SETREM

18/12/2015 08:35:41 - Eventos e Promoções
Sindilat concede prêmio Destaque Inovação à SETREM

Créditos: Assessoria de Comunicação

O Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat) recebeu no dia 10 de dezembro autoridades, lideranças do setor, parlamentares, associados e imprensa para seu tradicional jantar de confraternização. Com a presença do governador José Ivo Sartori, dos secretários de Estado Maria Helena Sartori, Ernani Polo e Tarcísio Minetto e deputados a solenidade foi marcada por emoção e entrega de prêmios e homenagens. Na ocasião, o Sindilat anunciou os vencedores do 1º Prêmio Sindilat de Jornalismo e do troféu Destaque 2015, que homenageou personalidades e instituições que atuam em prol do agronegócio.

A Sociedade Educacional Três de Maio, representada no evento pelo vice-diretor da Faculdade Três de Maio Sandro Ergang e pelo presidente da Mantenedora SETREM Ernani Boeck, foi reconhecida pela criação do curso superior de Tecnologia em Laticínios. A instituição foi agraciada com o prêmio Destaque Inovação. “É com imensa alegria que recebemos este valoroso reconhecimento. Reafirmando o compromisso da SETREM com o desenvolvimento local, regional e estadual, atendemos à demanda do empresariado, que pediu profissionais qualificados para este setor, e implantamos o curso, único desta área no Estado”, destaca Ergang.

“Trabalhar com o leite e seus derivados com observância às questões de controle de qualidade é primordial, o que reforça ainda mais a importância do Tecnólogo em Laticínios. É justamente a qualidade do leite uma das preocupações da SETREM e, diante disso, batalhamos junto ao poder público pela instalação do Laboratório de Análise e Certificação da Qualidade do Leite. O Prêmio Inovação concedido pelo Sindilat representa nosso acerto em viabilizar uma formação superior nesta área tão importante para a comunidade e para a economia regional e estadual”, conclui o vice-diretor.

 

O curso de Laticínios

A SETREM oferece desde 2014 o curso superior de Tecnologia em Laticínios, com duração de 3 anos e meio, 40 vagas e aulas no período noturno. O objetivo é o de formar profissionais capacitados para a industrialização do leite nas suas diferentes formas e para o controle de qualidade do leite cru, pasteurizado e derivados, participando de todo o processo produtivo, até o controle da qualidade final.

O tecnólogo em Laticínios terá condições de coordenar e acompanhar todas as etapas da cadeia produtiva, empregando métodos, equipamentos e tecnologias mais apropriados para cada processo, gerenciar o armazenamento e o transporte do leite e desenvolver novos produtos. Poderá atuar também em laboratórios de pesquisa, controle de qualidade e em órgãos de fiscalização e vigilância sanitária, ou mesmo em grandes indústrias alimentícias ou assessorar pequenos e médios produtores. Além disso, ele pode trabalhar como autônomo, prestando consultoria para indústrias do setor e para fazendas produtoras de leite.

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA