Toma posse nova gestão do Sindicato dos Metalúrgicos de Horizontina

03/05/2015 15:47:33 - Trabalho Renda e Emprego

Foto: Paulo R Staziaki- Jornal Folha Cidade

 

EXCLUSIVO

A noite deste sábado (2) marcou a posse da nova gestão do STIMMME- Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metal Mecânicas e Material Elétrico de Horizontina, com base em municípios vizinhos entre eles Três de Maio, Boa Vista do Buricá, Independência, Crissiumal e Tucunduva.

A entidade é uma das maiores do interior do Rio Grande do Sul possuindo em sua base quase 4.000 metalúrgicos. Prestigiaram o ato de posse o ex-presidente da Federação dos Metalúrgicos do RS Milton Viário, o representante do atual presidente da entidade Jairo Carneiro, e presidentes de sindicatos do setor de Rio Grande, Santo Ângelo, Porto Alegre e Catalão-GO.

Foi reconduzido ao cargo pera um mandato de quatro anos o presidente reeleito Irineu Schöninger e uma diretoria composta por mais de 40 membros titulares e suplentes. Como diferencial a posse da primeira mulher em cargo de diretoria, a metalúrgica Pâmela Nass Fank (foto) integrante do Conselho Fiscal da entidade.

Além de Schöninger a diretoria efetiva é composta por: Jorge Ramos, Alessandro Bach, Telmo Desconsi, Jorge Peiter, José Quintiliano dos Santos, Lauri Conti, Thiago Bender e Gerson Leonhardt.

O ato foi marcado pela defesa do governo Dilma eleito e defendido pelos trabalhadores ligados a CUT, combate exemplar e pleno da corrupção em todos os níveis e posição contrária a Lei das Terceirizações aprovada pelo Congresso e que deve ser apreciada pelo Senado. Caso aprovada também pela chamada Câmara Alta da República, os trabalhadores defendem mobilização nacional pelo veto da Presidente da República.

Em discurso emocionado, o Presidente Schöninger convocou os metalúrgicos a cada vez mais fortalecer a entidade, participar das suas reuniões e assembleias, agradeceu a solidariedade de outros sindicatos presentes, à confiança dos filiados para sua reeleição e vigilância diária para que os direitos dos trabalhadores sejam ampliados e não reduzidos.

O presidente do PT local Darci Napivoski prestigiou a solenidade e manifestou-se aos presentes, dizendo ser esta a hora de renovar a confiança e separar o joio do trigo na política e isso precisa ser feito dentro e fora do Partido dos Trabalhadores e do Governo proposto pelos 140 milhões de trabalhadores do Brasil, desde o primeiro mandato de Lula. “Precisamos marcar quem são os deputados e os partidos que de fato defendem o trabalhador, e o comportamento deles será medido agora pela votação do PL 4330, a Lei das Terceirizações”, disse.

O Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Rio Grande, Benito Gonçalves arrancou aplausos dos presentes, ao denunciar que 70% dos atuais deputados federais ou são empresários, artistas ou ex-jogadores de futebol. “Essa gente não representa os 140 milhões de trabalhadores do Brasil, são financiados pelo capital privado e estão lá defendendo os interesses de quem os financia”. 

SICREDI COOPERAÇÃO PREMIADA