TRÊS DE MAIO: Primeira fábrica de lactose e whey protein do Brasil entra em operações em Abril

19/01/2015 12:03:46 - Trabalho Renda e Emprego
TRÊS DE MAIO: Primeira fábrica de lactose e whey protein do Brasil entra em operações em Abril

Foto: Paulo R Staziaki- Jornal Folha Cidade

A Nutrifont, joint venture entre a BRF e a irlandesa Carbery, investimento da ordem de R$ 130 milhões que vai gerar 50 empregos diretos em uma área de 6 mil metros quadrados, foi inaugurada na última segunda-feira (12), na localidade de Nossa Senhora do Carmo, as margens da BR 472, junto ao atual complexo industrial da BRF.

         A capacidade de produção da fábrica será inicialmente de 400 mil litros de soro do leite/dia e a partir de julho passando a um milhão de litros/dia, devendo atender apenas o mercado brasileiro, sem descartar, no entanto, futuras exportações, no formato B2B (de empresa para empresa). A Nutrifont será a primeira empresa no Brasil a produzir whey protein concentrada e lactose. Esses ingredientes utilizados na produção de alimentos nutricionais atualmente são importados.

         Para Thomas Collier, Gerente Comercial da Nutrifont, o rápido crescimento do consumo de proteína concentrada do soro de leite foi impulsionado pelo mercado de nutrição esportiva. A Carbery, com larga experiência na fabricação de produtos lácteos viu nisso a grande oportunidade de negócio e optou por trazer ao Brasil todo o seu know how (saber como) em processos e equipamentos de última geração. A companhia irlandesa é pioneira na produção de whey protein concentrada para fins comerciais no mundo. Na fábrica de Três de Maio, a proteína concentrada do soro do leite será produzida através da técnica de microfiltração do soro, com índices de proteína de até 80%.

         De acordo com o chairman do Conselho da Carbery, Donat Tobin, a região de Três de Maio oferece as condições ideais para o sucesso de uma empresa de laticínios. –“É um marco histórico no desenvolvimento da indústria da região, o projeto, o planejamento e o trabalho árduo de todos os envolvidos produziu uma fábrica líder no setor industrial” enfatiza.

         A nova fábrica vai gerar ainda empregos indiretos nas áreas de transportes, entregas, armazenamento, entre outros.

OPINIÕES

Olívio José Casali, Prefeito de Três de Maio de 2009 até hoje

         A instalação da BRF no município só foi possível após a liberação de incentivos fiscais do Fundopem, no valor de 67,4 milhões, que foram conquistados através de muita luta e empenho do Executivo. Não medimos esforços, porque sabíamos da importância deste empreendimento para a economia do nosso Município”. Luis José Lena comprou a área, Altair Francisco Copatti assinou os protocolos de intenções. Nós buscamos a infraestrutura e o Fundopem para que fossem viabilizadas as plantas industriais. Três de Maio é um marco industrial histórico na mesorregião a partir de seu crescimento industrial nesta área.  A fim de suprir a demanda de leite de que a indústria necessitaria, criamos o Programa Municipal do Leite Sustentável, visando incentivar a bacia leiteira de Três de Maio e região. Os resultados foram excelentes, e com isso, hoje, nossa região se destaca como uma das maiores produtoras de leite do Brasil.

 

Altair Francisco Copatti, ex-Prefeito de 2001 a 2008

È grande a nossa satisfação por ver instalada mais uma fábrica neste complexo industrial. Por vezes a gente discute sobre quem trouxe a BRF, na época era Perdigão ainda, mas a indústria de laticínios para Três de Maio se consolidou quando a região e o município começaram a se profissionalizar na produção de leite. E ai entram as cooperativas que estimularam e capacitaram o produtor, e principalmente o produtor. O que trouxe as indústrias para Três de Maio, muito mais que a vontade deste ou daquele prefeito, foi o leite. Nos nossos dois mandatos como prefeito tivemos a visão de negociar com a então Perdigão, a doação do terreno, a terraplenagem deixamos iniciada contratada e paga, e a previsão era de que aqui se concentraria um complexo industrial do leite, naturalmente. Meus cumprimentos são para todos os produtores e produtoras de leite, são eles que viabilizaram esse negócio. E claro, devo reconhecer o esforço de todas as lideranças políticas, empresariais, governamentais, que buscaram os recursos que financiam tais empreendimentos. O ganho é de toda a comunidade regional.  

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA