TUCUNDUVA: Anderle mal volta ao parlamento e vai a curso com diárias

25/03/2014 15:45:28 - Politica
TUCUNDUVA: Anderle mal volta ao parlamento e vai a curso com diárias

Anderle novamente é motivo de polêmica na opinião pública

 

 

 

 

 

Duas semanas após retornar ao parlamento municipal de Tucunduva o Secretário de Obras afastado do cargo pela Justiça Valter Anderle(PMDB) está em viagem para curso em Porto Alegre, acompanhado do vereador Mauri Fin do mesmo partido, gerando despesa de mais de R$ 3.000,00 aos cofres municipais.  

    Teve início na manhã desta quarta-feira (26) em Porto Alegre, o ENCONTRO NACIONAL DE LEGISLATIVOS MUNICIPAIS. O evento reúne Vereadores, assessores, diretores, procuradores, técnicos legislativos, entre outros funcionários de Câmaras. Onde estão presentes mais de 13 estados brasileiros e também representantes do Mercosul. Mais de 200 inscrições já foram realizadas.

"O congresso tem como um dos seus objetivos o fortalecimento dos Vereadores, vamos mostrar hoje o verdadeiro papel do vereador, e acima de tudo valorizar e unir ainda mais os Legisladores Municipais" salienta Gilson Conzatti, presidente da UVB.

Os assuntos tratados: A Câmara de Vereadores e o seu papel na interlocução com a sociedade; Reforma Urbana e seus desafios; A Mulher no Parlamento: Desafios e Conquistas; O Cenário Político da atualidade; Visão de Futuro e nossos Medos; Gestão Pública de Resultados; Pacto Federativo e fortalecimento do municipalismo; O Ministério Público e a relação com o Poder Legislativo Municipal"; O Brasil, as Eleições de 2014 e a Gestão Pública Municipal; A Arte de Falar: Dicção e Oratória no mandato parlamentar; Jantar/Show e Posse dos Superintendentes, Embaixadores e Conselheiro da UVB na Churrascaria Galpão Crioulo Parque Maurício Sirostsky Sobrinho (Por adesão); Homenagem ao Senador Pedro Simon ; Parlamento Municipal e o seu papel na sociedade – Projeto Câmara Cidadã; Apresentação de Projetos:  Vereador e Câmara Destaques - Marcha dos Vereadores 2014; Cenários Futuros; O poder de fiscalização e a transparência.

Os vereadores de Tucunduva Valter Anderle e Mauri Fin estão participando na temática enquanto na comunidade a indignação é bastante grande. A despesa gerada pelos dois edis será de R$ 3.080,00.

Na semana passada os servidores municipais tiveram anunciada apenas a reposição das perdas inflacionárias no ajuste salarial anual, pois o município atingiu o limite prudencial de gasto com servidores. Faltam recursos também para contrapartida de obras e convênios como por exemplo, com a OBRAMIS.

Caso os valores fossem utilizados na aquisição de óleo diesel a despesa da viagem renderia 1.140 litros do combustível. Seriam suficientes para 63 horas de serviço de patrola nas estradas interioranas, ou 60 horas de trabalho de trator de esteira ou ainda 95 horas de serviço de retroescavadeira.

Utilizando os 1.140 litros de óleo diesel em um caminhão, ele iria percorrer 285 km transportando cascalho, levando se em conta que a cascalheira fosse a dois km da estrada a ser encascalhada, transportaria com o combustível tranquilamente 150 cargas de cascalho.

         Em outras viagens polêmicas, já questionadas  pela comunidade Anderle justificava que “entre os intervalos das aulas do curso” visitava gabinetes de deputados em busca de recursos para o município. O resultado das incursões políticas sempre recebe questionamentos, uma vez que a maioria dos deputados tem domicílio eleitoral na região e visitam Tucunduva ou municípios vizinhos frequentemente, em eventos, feiras, reuniões e encontros políticos.

         O suposto uso das sobras de diárias como complemento salarial ou financeiro, também causa muita discussão na opinião pública. Os dois edis tiveram empenhados para a viagem, R$ 1.840,00 em diárias, R$ 540,00 para os custos de deslocamento(automóvel próprio) e R$ 700,00 como pagamento da inscrição no referido curso, totalizando R$ 3.080,00.

         Anderle foi afastado do cargo de Secretário de Obras por determinação da Justiça no inicio deste ano, depois de eclodir suspeitas de irregularidades na CODEVASA, a pedreira municipal, onde a gestão estava sob o comando da referida secretaria. Ele retornou ao Legislativo, havia pouco mais de duas semanas.

         A diária a um vereador de Tucunduva em viagem a Porto Alegre é de R$ 280,00, enquanto o vereador de Santa Rosa ganha R$ 210,00 para a mesma viagem. O maior custo de uma diária de vereador na região está no entanto em Horizontina. Para cada dia em viagem um vereador horizontinense percebe R$ 350,00. Na semana passada o presidente do Poder Legislativo Alessandro Rafael dos Santos encaminhou a CCJ resolução para reduzir o valor a R$ 300,00 e limitar as viagens, mas a mesma foi rejeitada por 3 a 2 e nem chegou a ser apreciada em plenário.

Votaram favoráveis a redução na CCJ os vereadores Rafael Godoy do PMDB e Averi Padoin do PP. Aroldo Dewes do PTB, Kiko Ferreira do PT e Arani Faleiro do SDD votaram pela permanência das atuais regras e valores para viagens.

 

 

LS NOROESTE BAZAR E PAPELARIA